Transporte coletivo por meio de aplicativo chega ao Brasil

Transporte coletivo por meio de aplicativo chega ao Brasil

Transporte coletivo por meio de aplicativo chega ao Brasil

Alternativa de baixo custo entre o transporte individual e o ônibus tem ganhado importância.

Já está em operação em Goiânia o primeiro serviço de microtransporte por aplicativo do país. O serviço que funciona como uma espécie de “Uber do transporte coletivo”, é um exemplo de transporte por aplicativo que tem sido uma “alternativa” entre o táxi e o ônibus para aqueles que não querem utilizar o automóvel em algumas cidades do mundo.

Sistema de Transporte por App já funciona em outros países

Goiânia é a primeira cidade da América do Sul à receber o serviço que foi desenvolvido por uma empresa americana e no Brasil contou com a parceria de um operador de transporte coletivo da cidade para implantação. O serviço já funciona também em 50 cidades em mais de 15 países. É possível utilizar serviços da companhia em cidades como Nova York (EUA), Berlim (Alemanha), Chicago (EUA), entre outras.

Vantagens do Sistema de Transporte por Aplicativo

Entre os pontos de destaque do sistema on demand, são a sua flexibilidade, o fato de ser moneyless (sem dinheiro) podendo o pagamento ser feito via cartão de crédito, e ser de fácil utilização, com comunicação direta com o passageiro.  Os processos de inserir origem e destino, escolher o horário da viagem, efetuar pagamento, consultar locais de parada e localização em tempo real do veículo é feito por um aplicativo via smartphone.

Sistema de transporte coletivo por App no Texas – US

Como funciona o sistema CityBus 2.0

O usuário cadastrado solicita o veículo a partir do aplicativo e dirige-se a um dos pontos virtuais pré-definidos do sistema. O aplicativo possui uma interface de utilização similar aos atuais Apps de transporte sob demanda, onde o motorista, a placa e o veículo são previamente informados ao usuário. Outras similaridades são a possibilidade de acompanhar o trajeto do veículo, saber a previsão de chegada e avaliar o serviço após a viagem.

Exemplo de tela do App

Atualmente, o serviço de Goiânia opera com 15 veículos de 15 lugares cada um – atingindo a capacidade de tirar 650 carros das ruas. O próprio aplicativo gerencia a distribuição da frota para otimizar o tempo

Desde que começou a operar, o CityBus já somou 32 mil usuários cadastrados. A tarifa do sistema varia conforme a distância – parte-se de um valor mínimo de R$ 2,50, que sofre um acréscimo a cada quilômetro percorrido. O usuário pode pagar com cartão ou dinheiro. Por enquanto, o sistema opera em uma área delimitada, percorrendo 11 bairros do Centro Expandido de Goiânia.

Será interessante acompanhar este movimento e como os usuários vão reagir à esta nova modalidade de transporte. É evidente também, que em algum momento o possível avanço do serviço para outros municípios vai enfrentar barreiras na legislação, como na Lei das concessões e permissões, que precisarão ser revistas e atualizadas para se adequarem às novas demandas de transporte.

Por outro lado, há também um efeito da implantação destas novas tecnologias de transporte no sistema convencional de transporte concedido. O atual sistema tem registrado quedas constantes de demanda, encarecendo o sistema para os usuários remanescentes. Portanto, é necessário que sejam adotadas medidas de incentivo e um sistema de gestão pública eficiente, para que os diferentes modos de transporte consigam coexistir, especialmente a partir da transformação digital pela qual o mundo está passando.

Posts recentes

Big Data

Como a Tecnologia tem sido uma aliada na segurança pública no Brasil.…Ler mais

Oportunidades

Conheça nossas vagas e cadastre seu currículo para fazer parte do nosso time de especialistas…Ler mais

Webinars ImTraff

Veja os conteúdos já apresentados e fique por dentro do conteúdo de Mobilidade e Geoinformação…Ler mais

Insira a palavra chave